Medo de fogos? Confira algumas dicas para acalmar seu cão durante as épocas festivas!

Natal e Réveillon chegando... para nós, uma festa, para a maioria dos cães, um pesadelo. O medo dos fogos de artifícios em cães é uma fobia muito comum, é normal até mesmo o mais "durão" dos cães apresentarem medo, afinal, sons altos e clarões no céu não familiares a eles começam a se tornar frequentes nessa época.

Mas não se preocupe, nós da Agropet Armacão preparamos algumas dicas de como diminuir o estresse do seu pet nesta época, podendo até mesmo evitar suas atitudes medrosas. Confira:

A causa:

A audição dos cães é muito sensível, o que para nós pode ter sido um som baixo e quase insignificante, para eles foi muita coisa. Na natureza essa audição era muito útil para eles, tanto para caçar, quanto para se proteger de predadores. Eles conseguem ouvir sons até 4x mais distantes do que nós.

Já como animais domésticos, está audição acaba sendo prejudicial a eles nestas épocas festivas. Eles acabam por ouvir muito bem os altos sons como trovões e fogos de artifício (sons aos quais eles apresentam grande sensibilidade). Agora pare e pense: É provável que em qualquer região que você more, durante o ano os fogos de artifício não estejam presentes no seu dia a dia, imagine na virada do ano, sons absurdamente altos para os cães, começam a aparecer e quase que simultaneamente? É de deixar qualquer um maluco!

Eles não compreendem o que é, portanto, geralmente suas primeiras ações são se esconder, chorar e se amedrontar.

É importante que antes de você seguir essas dicas, saber a causa do medo do seu cão. Pode ser apenas um caso como o citado a cima, como pode ser um caso de hipersensibilidade auditiva ou traumas durante a vida do cão.

Dessensibilização Sistemática:

Este método consiste em expor o animal aos ruídos dos fogos em uma intensidade baixa, para que não estimule o pavor. Você pode utilizar fogos de pouco poder sonoro (acionando eles a longa distância), ou utilizar de gravações de ruídos de fogos. Conforme você perceber que o cão está se adaptando aquele volume apresentado, é hora de começar a aumentar aos poucos o poder do som. Lembre-se de que essa estimulação deve ser sempre contínua, nunca troque de um som baixo para um alto diretamente, vá aos poucos adaptando o seu cão.

Este procedimento deve ser feito até que o estímulo em questão seja apresentado em seu máximo potencial, assim será possível que a reação de temor desapareça por completo.

IMPORTANTE LEMBRAR!

Durante o processo de dessensibilização sistemática é importante que não acaricie o animal ou fale com ele afim de oferecer algum tipo de conforto. É proibido pegar no colo, fazer carícias e utilizar de uma voz suave durante o processo. Tais atitudes levam o cão a entender que em situações como estas (durante as época de fim de ano), você o confortará ou oferecerá uma gratificação pelo seu comportamento de medo extremo.

Castigar o cão também é proibido, podendo agravar o comportamento e até quebrar o vínculo de confiança entre você e o cão.

Homeopatia e Florais:

Se mesmo com diversas tentativas e meses de preparação, seu cão mostrar que não está apto para os fogos, o segredo é entrar com a homeopatia. Consulte seu veterinária homeopata para começar já o tratamento.

Se você não tiver acesso a um veterinário homeopata, pode também tentar utilizar de florais juntamente ao processo de dessensibilização sistemática. Aqui na Agropet Armacão trabalhamos com:

Anizem - Real H

Floral Bach - Petherapy

Boas Festas!

Equipe Agropet Armacão.

Fontes: http://tudosobrecachorros.com.br/2012/12/cachorro-medo-fogos-de-artificio.html

http://www.blog.bichointegral.com.br/2008/12/os-foguetrios-esto-chegandoe-agora.html

#veterinário #cão #cachorro #pet #adestramento #fogosdeartifício #florianópolis #suldailha #armação #cães